Motor de passo - Confira modelos, drivers e funcionamento
Motor de passo

Motor de Passo

Todas as ferramentas essenciais para impulsionar seus projetos com motores de passo estão à disposição na MakerHero. Em nosso extenso catálogo de produtos, você encontrará opções com preços acessíveis, garantia de qualidade e emissão de nota fiscal. Expanda as capacidades dos seus projetos ao explorar a variedade de motores de passo disponíveis em nossa loja.

Mostrando todos 8 resultados

O que é um motor de passo?

Um motor de passo é um tipo de motor elétrico que converte pulsos elétricos em movimento angular discreto, chamado de “passo”. Ele é projetado para girar em incrementos fixos, o que o torna ideal para aplicações que requerem posicionamento preciso.

Os motores de passo são compostos por um rotor e um estator, semelhantes a outros motores elétricos. No entanto, a maneira como esses motores funcionam é única. Em vez de girar continuamente, os motores de passo movem-se em passos discretos, que são controlados pela sequência de pulsos elétricos enviados para suas bobinas.

Os motores de passo são utilizados em diversas aplicações, como impressoras 3D, máquinas CNC (Controle Numérico Computadorizado), discos rígidos, sistemas de posicionamento, entre outros, devido à sua capacidade de controle preciso de posição e velocidade.

 

Tipos de motores de passo

Existem diferentes tipos de motores de passo, sendo os principais: motores de passo de relutância variável, motores de passo permanentes (PM) e motores de passo híbridos.

Os motores de passo de relutância variável operam com base na variação da relutância magnética para gerar movimento. Embora apresentem baixo custo de fabricação e bom desempenho em baixas velocidades, tendem a exibir vibrações indesejadas e têm menor eficiência em altas velocidades.

Os motores de passo permanentes utilizam ímãs permanentes para gerar o campo magnético. Destacam-se por sua eficiência em altas velocidades e menor propensão a vibrações. No entanto, podem ter um custo mais elevado em comparação com outros tipos e podem oferecer um torque menor.

Os motores de passo híbridos combinam características dos motores de passo de relutância variável e permanentes. Essa abordagem visa otimizar o desempenho, oferecendo boa eficiência em termos de torque e minimizando vibrações. Eles são amplamente utilizados devido à sua versatilidade, embora possam ter custos ligeiramente mais elevados.

A escolha entre esses tipos de motores de passo dependerá das necessidades específicas de cada aplicação, considerando fatores como custo, desempenho em diferentes velocidades e a presença ou não de vibrações indesejadas. Em aplicações de máquinas CNC e impressoras 3D é comum a utilização do motor de passo NEMA 17 e motor de passo NEMA 23.

 

Como funciona um motor de passo?

O funcionamento básico de um motor de passo envolve a conversão de pulsos elétricos em movimentos mecânicos discretos, chamados de “passos”. Os motores de passo são construídos com um rotor (a parte móvel) e um estator (a parte fixa). O rotor geralmente possui ímãs, enquanto o estator contém bobinas de fio.

A operação do motor de passo é baseada no princípio eletromagnético eletromagnético, e diferentes tipos de motores de passo (como os motores de passo de relutância variável, motores de passo permanentes e motores de passo híbridos) podem ter mecanismos específicos, mas o princípio geral é similar. Vamos considerar um motor de passo bipolar, que é um tipo comum:

  • Estator e Bobinas: O estator contém duas bobinas (no caso de um motor bipolar), cada uma conectada a um terminal de controle. As bobinas são posicionadas de maneira a criar polos magnéticos alternados.
  • Rotor com Ímãs: O rotor possui ímãs que são sensíveis ao campo magnético gerado pelas bobinas do estator. O rotor pode ser construído com dentes para aumentar a precisão dos passos.
  • Sequência de Pulsos: Ao enviar uma sequência específica de pulsos elétricos para as bobinas do estator, os polos magnéticos são alternados, atraindo e repelindo os ímãs no rotor. Isso faz com que o rotor se mova de passo em passo.
  • Controle de Posicionamento: O controle de posição é alcançado ao controlar a sequência e a quantidade de pulsos elétricos enviados para as bobinas. Cada pulso corresponde a um passo, e a direção do pulso determina a rotação do motor.

Independente do tipo de motor de passo, o controle da sequência de pulsos é necessária para determinar a direção e a quantidade de movimento. Isso é geralmente gerenciado por um driver de motor de passo  que envia os pulsos elétricos nas bobinas do motor de acordo com a lógica de controle desejada.

O número de passos por revolução é uma característica importante dos motores de passo e pode variar dependendo do projeto e da aplicação.

 

Como controlar um motor de passo?

Os motores de passo desempenham um papel importante em diversas aplicações, fornecendo precisão e controle nos movimentos mecânicos. Abaixo, apresentamos recursos que aprofundarão seu entendimento sobre o funcionamento e as aplicações práticas desses motores, destacando sua contribuição fundamental para o posicionamento preciso.

Explore tutoriais específicos para o controle de motores de passo com Arduino, proporcionando insights sobre a conexão e programação desses dispositivos. Aprofunde-se ainda mais com tutoriais abordando o uso do Arduino Motor Shield L293D para motores de passo de 5V, e descubra as oportunidades de desenvolvimento ao aprender a controlar motores de passo com o Raspberry Pi Pico.

O Arduino e os motores de passo oferecem um vasto leque de possibilidades para entusiastas e profissionais nas áreas de robótica, automação e eletrônica. Não deixe de conferir os recursos abaixo para ampliar suas habilidades e conhecimentos nesta área:

 

Como testar um motor passo?

Testar um motor de passo envolve verificar se ele está funcionando corretamente e se responde adequadamente aos sinais de controle. Aqui estão alguns passos que você pode seguir para testar um motor de passo:

  • Identificação dos Fios: Se o motor de passo não estiver marcado, identifique os fios. Geralmente, os motores de passo têm quatro, seis ou oito fios. Consulte a documentação do fabricante para obter informações sobre a identificação dos fios.
  • Conexão aos Controladores: Conecte os fios do motor aos controladores apropriados. Isso pode ser feito por meio de um driver de motor de passo ou um circuito de controle, dependendo da sua configuração.
  • Fonte de Alimentação: Conecte uma fonte de alimentação ao motor de passo, garantindo que a tensão e a corrente estejam dentro dos limites especificados pelo fabricante.
  • Sequência de Pulsos: Aplique uma sequência de pulsos ao motor de passo. Isso pode ser feito manualmente, usando um controlador dedicado ou por meio de uma placa microcontrolada, como o Arduino. A sequência correta de pulsos faz com que o motor de passo gire em passos.
  • Observação do Movimento: Observe o movimento do rotor do motor de passo. Ele deve girar em passos conforme a sequência de pulsos aplicada. Verifique se o movimento é suave e se o motor responde adequadamente.
  • Verificação da Resistência: Meça a resistência entre os diferentes pares de fios do motor de passo. Consulte as especificações do fabricante para determinar os valores esperados.
  • Teste de Continuidade: Certifique-se de que não haja curtos-circuitos entre os fios do motor. Use um multímetro para testar a continuidade.
  • Inspeção Visual: Faça uma inspeção visual para garantir que não haja danos físicos ao motor, como fios soltos, conectores danificados ou partes quebradas.
  • Controle de Temperatura: Durante o teste, observe a temperatura do motor. Aquecimento excessivo pode indicar problemas, como uma corrente muito alta ou uma fonte de alimentação inadequada.

Ao seguir esses passos, você poderá testar seu motor de passo e garantir que esteja funcionando conforme o esperado.